fbpx
0

Blog

Descubra 6 tipos de vídeos que a sua empresa pode explorar

O vídeo já se consolidou como uma excelente ferramenta de marketing — e as marcas estão explorando ao máximo esse formato. Com a proliferação das plataformas digitais, hoje está mais fácil e barato divulgar seus produtos ou serviços para o público-alvo. No entanto, muitos ainda têm dificuldade na hora de escolher os tipos de vídeos que dão mais resultados.

A verdade é que tudo depende do seu objetivo, o público que deseja atingir e o orçamento disponível. Pode ser que determinado tipo de vídeo gere poucas visualizações, mas atraia clientes importantes. Então, é impossível dizer que um é melhor que o outro. O ideal é conhecer diversas estratégias e seus benefícios — só assim você consegue escolher a opção certa.  

Quer conhecer os tipos de vídeos mais utilizados no marketing para explorar na sua empresa? Continue lendo e confira a nossa lista!

1. Tutoriais

Produzir vídeos tutoriais é uma excelente forma de aumentar a visibilidade e atrair um público qualificado. Diariamente, milhões de pessoas buscam conteúdos para solucionar suas dúvidas nos sites de pesquisas e plataformas de streaming, como o YouTube. Sendo assim, você precisa entender o que o seu público quer para poder oferecer conteúdos relevantes.

Vamos supor que você possui uma hamburgueria e descobre que há grande incidência de pesquisas por “como fazer um hambúrguer de picanha”. Logo, você produzirá um vídeo tutorial ensinando todo o método de preparação: desde a escolha da carne até as técnicas de grelhar. Fazendo isso, é provável que você ganhe muitas visualizações e seu vídeo viralize.   

Outro modo de valorizar o seu produto por meio do tutorial é mostrar como ele funciona na prática e exaltar a sua superioridade. Se você tem uma máquina que faz estampas de camisetas, por exemplo, pode produzir um vídeo explicando o passo a passo.

2. Ações sociais

Se você deseja construir a imagem da sua marca, passando uma boa impressão ao público, os vídeos de ações sociais são ideais. Sabemos o quanto é difícil criar um nome forte no mercado. Geralmente, leva anos para uma marca se destacar da concorrência e conquistar um lugar especial na mente dos consumidores. Então, é preciso criar meios para acelerar esse processo.

Se você criou um projeto social interessante, assegure-se de que o seu público saiba disso. Para tanto, você deve elaborar um storytelling capaz de emocionar a audiência e fazer a melhor produção possível. Exponha números, mostre os colaboradores atuando no projeto, insira testemunhos das pessoas que foram beneficiadas, enfim, tudo o que for relevante para o seu material.    

3. Entrevistas

Que tal mostrar que você é autoridade no assunto? Faça vídeos de entrevistas! Ainda que todas as perguntas e respostas estejam no roteiro, essa é uma boa maneira de transmitir informações. O intuito é educar seu público sobre determinado tema e, assim, ganhar sua confiança.

Esse tipo de ação funciona bem em feiras e eventos, quando você precisa mostrar o que a sua empresa faz. O formato de perguntas e respostas costuma prender a atenção do público, ao contrário daqueles vídeos maçantes em que só há um narrador ou legendas explicando tudo.

Na internet, uma boa ideia é realizar hangouts com especialistas na área ou clientes. Nesse caso, você deve disparar uma sequência de e-mails para os seus contatos, informando sobre a data e o horário da transmissão e o assunto que será discutido. Se o seu contato estiver no estágio de decisão na jornada do consumidor, ou seja, quase se tornando um cliente, o hangout pode ser o estímulo necessário para que ele se decida.

4. Bastidores da empresa

Ações de marketing não se resumem a divulgar serviços e/ou produtos: o bom relacionamento com os clientes, também, é essencial. Os consumidores de hoje são mais interativos, não querem apenas receber as mensagens dos anunciantes, mas dialogar. Sendo assim, você deve pensar em ações que aproximam a audiência da sua marca — e mostrar os bastidores da empresa é uma ótima opção.  

Os meios mais propícios para esse tipo de ação são as redes sociais. Existem algumas funcionalidades, como o Stories do Instagram, em que você faz vídeos curtos e descontraídos para gerar engajamento. Então, uma boa dica é criar uma espécie de vlog para a sua empresa, mostrando algumas novidades e o dia a dia da empresa.

Os vídeos de unboxing também costumam gerar muitas visualizações, sendo uma excelente opção para apresentar novos produtos. Caso você possua uma loja de eletrônicos, por exemplo, pode fazer um vídeo abrindo a caixa daquele celular novo que todo mundo deseja, exibindo todos os detalhes do aparelho.  

5. Cases de sucesso

A depender do seu ramo de atuação, o processo de captação de clientes pode ser bastante longo. Você terá que chamar a atenção do público-alvo, mostrar as suas soluções e, aos poucos, convencê-lo de que a sua empresa é a escolha certa. Quando o potencial cliente chega na etapa final desse processo, você necessita de ações específicas para conquistá-lo de vez — e exibir vídeos de cases de sucesso é uma delas.

Sabe aquele cliente que adquiriu seu produto ou serviço e, por conta disso, obteve sucesso? Produza um vídeo contando o que ele passou, desde a compra do produto até os resultados alcançados. Assim, o público se sentirá motivado em adquirir suas ofertas para obter o mesmo êxito. É fundamental que o beneficiado dê seu depoimento no vídeo para conferir mais credibilidade ao conteúdo.

6. Treinamentos

O marketing também deve ser aplicado no próprio ambiente de negócio, não apenas fora dele — é o chamado endomarketing. Portanto, uma boa ideia para facilitar a vida dos seus colaboradores e criar um clima harmonioso na empresa é produzir vídeos didáticos de treinamento.

Devido aos diversos recursos que o formato audiovisual dispõe, alguns assuntos complexos se tornam mais compreensíveis. Em vez de explicar como tal coisa funciona usando apenas as suas palavras, você pode contar com os recursos de edição. Além do vídeo facilitar a compreensão, ele é menos exaustivo. Afinal, a última coisa que a sua empresa precisa é de funcionários mal preparados.

Percebeu como existem diferentes tipos de vídeos para cada situação? Por meio dos conteúdos audiovisuais você consegue atrair o público-alvo, gerar um bom relacionamento com os clientes, aumentar as vendas e treinar os colaboradores. Então, tenha em mente que não existe um formato “coringa” que atenda todos os seus objetivos — somente assim, você poderá usufruir de todos os seus benefícios.

E você? Sabe qual é o tipo de vídeo que a sua empresa precisa? Entre em contato conosco e converse com um dos nossos especialistas!

5 dicas para melhorar os resultados com vídeos no YouTube

Os vídeos são bastante eficazes em uma estratégia de marketing. As propagandas que mais ficam na memória do público são aquelas produzidas no formato audiovisual. Quem não se lembra, por exemplo, dos famosos comerciais da Bombril ou dos mascotes da Parmalat? No entanto, a TV não é mais a única opção. Hoje, as pessoas estão passando boa parte do dia conectadas, sendo assim, as empresas estão buscando cada vez mais resultados no YouTube.

Tanto o pequeno como o grande empresário conseguem fazer sua divulgação pela plataforma de streaming, e esse foi um ponto decisivo para que vários anunciantes decidissem investir em vídeos. Contudo, não basta subir um vídeo para o YouTube para os resultados aparecerem — é preciso tomar alguns cuidados antes, durante e após a produção.

Quer conhecer algumas dicas para converter mais clientes por meio de vídeos no YouTube? Continue lendo e confira!

1. Aplique técnicas de SEO em suas publicações

O primeiro passo para conseguir resultados no YouTube é fazer com que as pessoas encontrem os seus vídeos. Então, você deve otimizar a sua publicação para ficar bem posicionado nos mecanismos de busca — isso é o que chamamos de SEO (Search Engine Optimization).

Um dos fatores mais importantes para conquistar uma boa posição nos buscadores é encontrar a palavra-chave ideal, adicioná-la no título do vídeo e na descrição. O KeyWord Planner é uma ferramenta bastante útil para essa finalidade. Basta fazer uma pesquisa pelas palavras-chave, analisar o volume de buscas, a concorrência e os termos relacionados.

2. Siga o roteiro

Após decidir o assunto que você vai abordar, é preciso criar um roteiro. Você pode até achar que basta começar a gravar e improvisar para dar um recado à audiência, mas, definitivamente, essa não é a melhor opção. É fundamental ser objetivo e relevante em suas palavras. Sem um roteiro, é comum cairmos em algumas armadilhas, como repetições desnecessárias e vícios de linguagem.

3. Utilize equipamentos de qualidade

Outro detalhe que pode implicar na rejeição por parte do público é a falta de qualidade dos materiais produzidos. Não basta apenas se preocupar com a imagem em si, é preciso verificar outros fatores, como o áudio e a iluminação. Imagine dar o play em um vídeo de cinco minutos em que você mal consegue escutar o que estão dizendo. Será uma tarefa árdua assistir a ele até o final.

4. Faça uma boa edição

A pós-produção de um vídeo não é só para inserir vinhetas, legendas e efeitos, mas também para empregar um bom ritmo. Cada segundo do conteúdo pode fazer a diferença no resultado final. Portanto, na edição do material, corte as partes desnecessárias, como as pausas prolongadas ou interjeições involuntárias, além de corrigir as cores e o áudio. Dessa forma, seu vídeo terá uma cara mais profissional — o que transmite credibilidade aos espectadores.

5. Direcione o usuário para uma landing page

As landing pages, também conhecidas como páginas de conversão, são responsáveis por capturar os dados do usuário em troca de um material rico, como um e-book ou infográfico. Então, se você quer aumentar a sua base de leads (clientes em potencial), é indicado convidar o espectador no final do vídeo a clicar no link que leva à landing page.

Vamos supor que você tenha uma loja de materiais para construção e crie um vídeo dando dicas de pisos para a casa. No minuto final, você pode dar a opção para o usuário se aprofundar mais no assunto baixando um e-book. Sendo assim, você consegue o contato do lead e aumenta as chances de convertê-lo em cliente por meio de uma estratégia de e-mail marketing.

É importante lembrar que, para melhorar constantemente seus resultados no YouTube, é preciso sempre analisar os dados pela ferramenta Analytics. Com isso, você consegue ter uma ideia de quais pontos precisam ser revistos e ajustados. Não se esqueça também de divulgar o seu material em outras mídias, como as redes sociais.

Este artigo foi útil para você? Compartilhe-o nas redes sociais e ajude mais pessoas a melhorarem seus resultados no YouTube!