fbpx
0

Blog

Saiba aqui 4 dicas para arrasar na transmissão ao vivo nas redes sociais

Já faz um tempo que os conteúdos audiovisuais na web vêm se apresentando como tendência e, sabiamente, muitas marcas estão se aproveitando disso. Segundo o site Meio e Mensagem, nos últimos três anos, o consumo de vídeos na internet cresceu 90%. No entanto, muitos ainda têm dúvidas em como utilizar determinados recursos da maneira correta. Um exemplo é a transmissão ao vivo nas redes sociais.

Não há grandes segredos para começar uma live, seja no Facebook ou Instagram. Com alguns cliques, você fica ao vivo para todos os seguidores. Contudo, apenas isso não garante bons resultados: é preciso ficar atento aos detalhes.

Quer arrasar nas suas transmissões ao vivo e se destacar nas redes sociais? Confira nossas dicas!

1. Conheça a plataforma

Os vídeos em tempo real criam proximidade com os seguidores e você consegue se expressar melhor. Entretanto é fundamental conhecer a mídia para usufruir dos benefícios. Além das funcionalidades da plataforma, você deve entender suas particularidades e o público que está inserido ali. Assim, você se comunica melhor com a audiência e obtém bons resultados.

O Instagram, por exemplo, é uma rede mais informal. As pessoas costumam fazer lives com seus smartphones no modo selfie, sem se preocupar muito com a postura. É claro que se você estiver utilizando o perfil da sua empresa, é necessário alguns cuidados, especialmente com o linguajar.

2. Escolha um bom cenário

Optar por um fundo com uma parede lisa dá a impressão de que o vídeo é muito monótono, mesmo se o assunto for interessante. Logo, é possível que os espectadores saiam da transmissão já nos primeiros segundos.

O ideal é pensar em um cenário que contenha alguns elementos interessantes. Não precisa ser uma mega produção: às vezes, basta um quadro bonito ao fundo ou pessoas passando, como os colaboradores da empresa. Dessa maneira, seu vídeo ganha dinamismo.

3. Anuncie a live com antecedência

Para garantir que os seus seguidores acompanhem a live, é imprescindível anunciar com antecedência. Além da própria plataforma em que a transmissão será realizada, você pode utilizar outras redes sociais para dar mais força à divulgação. Caso a live seja no Facebook, por exemplo, faça um vídeo curto pelo Stories do Instagram, convidando as pessoas e informando o horário.

É importante criar uma chamada que provoque curiosidade. Para isso, você deve dar uma breve descrição do que eles podem esperar.

Exemplo: hoje, convidaremos um especialista para tirar todas as suas dúvidas desse produto que estamos oferecendo. Então compareçam e façam suas perguntas.

4. Interaja com a audiência

Por falar em perguntas, é essencial que você interaja com os espectadores nas lives. É comum que as pessoas mandem perguntas ou até mesmo peçam para mandar um abraço. Então, é preciso ficar atento ao campo de comentários e ler/responder aqueles que você considera pertinente.

Só tome cuidado para não se afetar com os comentários maldosos. Na internet, muitos se escondem atrás de perfis fakes com a intenção de causar confusão. Nesses casos, basta ignorá-los e não cair na provocação.

Fazer transmissão ao vivo nas redes sociais é menos complicado do que parece e não custa nada para as empresas, é preciso dispor apenas de tempo. Assim, você cria proximidade com os seguidores e fortalece a humaniza a sua marca.

Você conhece mais alguma dica para arrasar nas lives? Conte para a gente aqui nos comentários! 

Conheça os números atuais do consumo de vídeo no Brasil

Faz completo sentido a afirmação de que, atualmente, as principais estratégias de conteúdo envolvem as produções audiovisuais — ou, ao menos, deveriam envolver. Tudo porque o consumo de vídeos no Brasil é uma enorme tendência e vem em uma ascendente ininterrupta.

Duvida? O consumo de vídeos na internet aumentou 30% nos últimos 3 anos, e isso é apenas a pontinha da febre audiovisual que tomou conta dos hábitos online dos usuários brasileiros. Para mostrar todo o valor desse tipo de estratégia para a sua empresa, reunimos neste post uma série de números atuais do consumo de vídeos no Brasil. Acompanhe!

Os números do consumo de vídeos no Brasil

As atuais estratégias de conteúdo devem levar em consideração a produção de vídeos porque eles já fazem parte da rotina de quem acessa a internet no país — pouco mais de 115 milhões de pessoas. Imagine o impacto disso para atingir os objetivos da sua empresa, seja para atrair mais clientes ou consolidar sua presença digital.

Os motivos para isso vão muito além da quantidade de brasileiros navegando na internet. Alguns outros dados são de grande influência para a manutenção — ou quem sabe o início — das suas estratégias online por meio de vídeos, como:

  • a média de horas que o brasileiro investe em vídeos online por semana é de 15,4 — crescimento de 90% nos últimos 3 anos;

  • os líderes de audiência são o YouTube (com 42% da preferência dos consumidores), o WhatsApp (20% da audiência) e a Netflix (com 15%). Isso reforça o poder do vídeo institucional e o quanto ele pode viralizar entre o seu público-alvo digital.

Vale destacar que os dados acima mencionados foram retirados de recente pesquisa conduzida pela Google, a Video Viewers.

Já o relatório YouTube Insights oferece um aprofundamento maior a respeito do consumo de vídeo no Brasil. Por exemplo:

  • 96% dos jovens de 18 a 35 anos utilizam o YouTube regularmente;

  • 87% dos entrevistados consideram que a plataforma permite o consumo de qualquer tipo de conteúdo;

  • 46% dos usuários da rede social têm filhos;

  • 96% deles acessam a internet todos os dias — 82% desse total faz uso regular do YouTube via smartphone;

  • 85% dos entrevistados prestam mais atenção aos vídeos — ou mesmo ao anúncio de marcas — quando visualizados pelo smartphone;

  • 51% dos usuários se sentem mais conectados com as marcas ao assistirem a vídeo ou anúncios — e 66% deles creem que essas produções ensinam algo a eles a respeito da própria empresa e de suas soluções.

Não faltam motivos, portanto, para você levar a sério o consumo de vídeos no Brasil e as possibilidades criativas para atrair e impactar a audiência da sua empresa. Por falar nisso, você sabe como surpreender o seu público?

Os tipos de vídeos mais populares para o consumidor

Se o consumo de vídeo no Brasil está em alta, é de suma importância que você entenda quais tipos de conteúdos podem, verdadeiramente, fazer a diferença para a sua audiência. Para facilitar o seu planejamento, enumeramos logo abaixo a preferência do público:

Unboxing

O unboxing é um diferencial e tanto para empresas que dispõem de produtos, pois é uma maneira de criar expectativas e apresentar ao consumidor as suas novidades. É uma estratégia que estimula o engajamento, pois você pode, inclusive, fazer transmissões ao vivo do ato de abrir a caixa das suas soluções e apresentar todo o seu conteúdo, bem como suas aplicações.

Review

O review é a etapa logicamente posterior ao unboxing: o momento em que é feita uma análise do funcionamento e da experiência de uso do produto. É indicado um roteirinho básico a ser seguido, já que o review demanda uma construção mais estratégica do que vai ser falado.

Tutoriais

Quer ensinar o seu público-alvo a fazer algo? Então saiba que os tutoriais são excelentes para isso — e que tomam boa parte da fatia de consumo de vídeos no Brasil. Você pode orientar o consumidor a utilizar o seu produto, a solicitar o seu serviço, a resolver um problema… As possibilidades são amplas!

Vídeo de fãs

Aqui, trata-se menos de uma produção e mais do compartilhamento de vídeos realizados pelos próprios fãs. Pode ser um review, um depoimento ou mesmo uma campanha institucional. O seu trabalho maior será o de compilar e editar as informações de maneira atrativa — algo que pode fazer toda a diferença para aumentar o alcance da sua marca na internet.

Gameplay

Um tipo de vídeo que gera muitos resultados positivos no YouTube é o gameplay. Bastante usado para os jogos eletrônicos, ele também pode ser usado por alguém da sua empresa para mostrar, ao vivo ou não, como funcionam as suas soluções. É uma maneira de informar, ensinar e entreter — tudo isso em poucos minutos de vídeo.

Top 10

Outro modelo popular de consumo de vídeo no Brasil é o Top 10 — uma retrospectiva sobre assuntos específicos que podem, direta ou indiretamente, ter a ver com o seu negócio. Por exemplo:

  • os 10 roqueiros mais populares do Brasil (para uma empresa de instrumentos musicais);

  • os 10 maiores clássicos literários do Brasil (para vestibulandos);

  • as startups mais famosas do mundo (espaços de coworking, por exemplo, podem fazer uso desse tipo de vídeo).

Aí está mais uma maneira de entreter o consumidor, que vai ficar por dentro também das suas soluções e fixar, gradativamente, a sua marca no inconsciente.

As tendências de vídeos no YouTube

Por fim, vamos apontar algumas tendências do YouTube para os próximos anos, de maneira que você consiga aliá-las às suas produções e soluções:

  • os video ads estão crescendo cada vez mais, e podem ser explorados a partir das principais redes sociais — o que facilita a produção e torna a sua divulgação prática e acessível;

  • os anúncios estão cada vez mais curtos e impactantes — objetividade e concisão são fundamentais;

  • vídeos estão sendo cada vez mais considerados também para a educação e o treinamento de pessoas;

  • vídeos em 360° também estão em alta.

É claro que cada uma dessas tendências deve estar intimamente relacionada ao perfil do seu consumidor para que sejam, de fato, eficientes. Com um bom planejamento você consegue fazer uso dessas tendências e associar às suas soluções de maneira enriquecedora.

Agora, que tal compartilhar este post nas redes sociais? Assim, seus parceiros e colaboradores também vão saber mais sobre o consumo de vídeos no Brasil e antecipar algumas inspirações para colocá-las em prática!

11 propagandas criativas e como sua empresa pode aprender com elas

Ao ter um objetivo definido e alinhá-lo ao perfil do público-alvo, muitas propagandas criativas fizeram história ao longo dos anos. Para que você aprenda a despertar as mesmas emoções no seu público, nós separamos 11 desses comerciais que ficaram guardados na memória.

Assim, não vão faltar inspirações para humanizar a sua marca e aproximá-la da demanda dos seus clientes ideais — independentemente do porte da sua empresa ou do seu segmento de atuação. Boa leitura!

1. Bombril

Garoto Bombril marcou uma época inteira! Foram cerca de 500 peças publicitárias, que tiveram início no ano de 1978. Carlos Moreno, o rosto e a voz de um cavalheiro tímido, que dialogava com o público-alvo olhando diretamente para a câmera, foi um divisor de águas para a publicidade.

sucesso da estratégia era facilmente explicado: Bombril queria mostrar que conversava com um nicho específico, com a gentil autoridade de quem olha nos olhos da dona de casa (público ideal da empresa) e conhece as dificuldades do seu dia a dia.

2. Coca-Cola

A campanha “Razões para acreditar” tinha o objetivo de explorar a esperança como um elemento global de união. Com um enfoque nos problemas da época (muitos continuam sendo bastante atuais, inclusive), o vídeo viralizou com a ideia de que as pessoas ainda têm razões para acreditar na humanidade.

3. Vivo

A Vivo tem se consolidado com diversas propagandas criativas. E, em um vídeo mais recente, trouxe a campanha “Nóis e a Ivete falando de Internet“. Nele, a marca coloca influenciadores digitais do YouTube para interagirem com uma personalidade que veio antes do advento digital — a Ivete Sangalo.

A estratégia é bem-sucedida porque faz com que as pessoas, que têm pouca familiaridade com as transformações tecnológicas, percebam o quanto o mundo digital é acessível — ampliando o leque de discussão.

4. Postos Ipiranga

Podemos medir, em partes, o sucesso de uma ação pela maneira que um bordão se fixa na mente do consumidor, certo? Essa informação já traz muitas certezas a respeito do sucesso da campanha “Pergunta lá no Posto Ipiranga” — considerada uma das propagandas mais criativas da atualidade.

A ideia é simples, mas tem rendido diversos desdobramentos, pois apresenta a marca como um lugar onde você pode encontrar de tudo — seja por meio das suas lojas de conveniência, seja por conta dos seus programas de fidelização, seja pelos serviços que são prestados por um posto de gasolina. Todo esse mix está resultando em propagandas criativas, curtas e bem-humoradas!

5. Netflix

Netflix é outra empresa que tem investido pesado em propagandas criativas para apresentar filmes, séries ou temporadas novas. Para isso, a marca tem apostado bastante na inserção de personalidades nacionais ao contexto do que está sendo lançado.

Por exemplo: aqui, a criatividade é o ponto-chave para convidar os fãs da série “Orange is the New Black” assistirem à sua nova temporada. E a personalidade escolhida da vez foi a Vovó Palmirinha, que dá essa notícia de maneira leve, engraçada e inusitada.

6. Parmalat

Se você é das antigas, deve se recordar — se não da canção inteira, de alguns trechos — da música dos bichinhos da Parmalat. A questão é: você se lembra do motivo para isso?

O tema foi criado especialmente para uma promoção que distribuía animais de pelúcia para quem juntasse 20 códigos de barras dos produtos Parmalat. Considerada uma das propagandas mais criativas da época, a marca colocava crianças vestidas de mamíferos de pelúcia, cantando o jingle.

O impacto dessa simples ação levou o faturamento anual da empresa a aumentar de R$ 38 milhões para R$ 1,87 bilhão!

7. Guaraná Antarctica

Quer mostrar que o seu produto combina com tudo e que você sabe bem quais são os hábitos de consumo do seu público-alvo? Então, vale a pena assistir às propagandas criativas que o Guaraná Antarctica fazia para seu consumidor.

Principalmente aquela em que a marca associou o consumo do seu produto com a — sempre bem-vinda — pipoca. Mesmo quem não tenha acompanhado a propaganda na época, deve saber um ou dois versos da canção.

8. McDonald’s

Mais uma música que conseguiu transmitir, em poucos segundos, os diferenciais do carro-chefe da empresa: o Big Mac era grande, cheio de ingredientes e um dos principais investimentos da marca do palhaço Ronald. Nesse caso, o mais impressionante é levar em conta o quanto a música se tornou atemporal, cantada até hoje em outras propagandas criativas.

9. Johnson’s

O jingle tinha uma mensagem que era cativante, tanto para adultos quanto para crianças. Um diferencial pensado para a humanização da marca — que ofertava um produto infantil e, ao mesmo tempo, tinha que conversar com os pais também. O resultado é que a Johnson’s se tornou uma das pioneiras em criar produtos cabelos cacheados da história.

10. Sukita

Muitos devem se lembrar do “tio da Sukita“, um homem de meia-idade que se encantou pela inocência e pela delicadeza da jovem que vive no mesmo prédio. Ele tenta, em vão, puxar assunto e mostrar seu lado sedutor — normalmente, durante alguns diálogos que ocorrem no interior do elevador — até que a garota, que está bebendo uma Sukita, quebra os galanteios do cidadão chamando-o de tio.

A divertida mensagem era esta: “Quem bebe Sukita, não engole qualquer coisa”. Uma maneira muito bem-humorada de mostrar o quanto a empresa estava associada ao perfil jovial.

11. Twix

Por fim, uma das mais recentes propagandas criativas apela para o bom humor — com uma boa dose de nonsense — para explicar o que havia no, então novo, chocolate Twix.

Para isso, o rápido comercial conta a história de uma criança que repetia constantemente a palavra “caramelo”, até que ele encontrou outras duas pessoas que só repetiam as palavras “chocolate” e “biscoito”, formando o trio de ingredientes principais do produto.

A partir dessas propagandas criativas, você deve ter percebido que as empresas buscaram aproximação com o perfil dos seus clientes, certo? Mas não apenas isso: com criatividade, essas marcas ressaltaram os diferenciais dos seus produtos, conversaram diretamente com o público-alvo e mostraram que essas soluções podem agregar positivamente à rotina do consumidor.

E aí, gostou de saber quais são os elementos principais para criar propagandas criativas? Se você está em busca de uma solução personalizada, que seja relevante — e cativante — para o seu público-alvo, entre em contato conosco e confira os nossos diferenciais para impulsionar a sua marca. Será um prazer ajudar você!

Saiba a importância da psicologia das cores no audiovisual!

Como já falamos em outros artigos, utilizar vídeos em uma estratégia de marketing proporciona diversos benefícios para a empresa. No entanto, sabemos que são necessários alguns cuidados para que as ações deem o resultado esperado. Um dos fatores que é bastante debatido, mas pouco compreendido pelo grande público, é a psicologia das cores no audiovisual.

Existem várias teorias elaboradas por diferentes estudiosos, desde Goethe à Isaac Newton. Mesmo tendo algumas variações nessas análises, há muitos pontos em comum que são aceitos por pintores, cineastas, publicitários e demais profissionais que lidam com a arte visual.

Quer conhecer a importância da psicologia das cores, como utilizá-la para atrair clientes e as melhores práticas adotadas no audiovisual? Continue lendo e confira!

Por que conhecer a psicologia das cores no audiovisual?

O principal motivo pelo qual você deve conhecê-la é para transmitir a mensagem correta em seus materiais de divulgação. Como sabemos, existe a mensagem verbal e a não-verbal. Então, caso você ignore a importância das cores em seus vídeos, pode ser mal interpretado, mesmo que inconscientemente.

As cores quentes (amareladas, alaranjadas e sépia), por exemplo, podem passar a sensação de sensualidade ou alegria, enquanto as frias (azul, verde e ciano) sugerem tranquilidade ou sobriedade. Contudo, devemos ter em mente que o significado também pode variar de acordo com a cultura: se em grande parte do ocidente o luto é associado à cor preta, no Japão a população utiliza o branco para simbolizar esse sentimento.

Como as cores podem ser usadas para atrair clientes?

Um exemplo clássico é utilizar a cor vermelha para destacar as promoções. Quando você bate o olho na vitrine de uma loja e vê muitos adesivos vermelhos colados, sabe que vai se deparar com uma infinidade de descontos. Isso acontece porque, além de ser um padrão, o vermelho transmite uma sensação de urgência. Sendo assim, o consumidor fica mais propenso a comprar naquele momento para não perder a promoção.  

Já quando aliamos essa cor ao amarelo, por exemplo, a mensagem ganha outro significado, porque costumamos associar essa combinação com os fast-foods. Logo, assim que avistamos um anúncio vermelho e amarelo é provável que surja a sensação de fome. Há muitos fatores a serem considerados antes de optar pelas cores dos elementos visuais em seus vídeos. Por isso, vale a pena estudar seus efeitos de acordo com a estratégia traçada e, desse modo, atrair mais clientes para o seu negócio.

Quais práticas devem ser adotadas?

Agora que você já entendeu o impacto das cores nos conteúdos audiovisuais, vamos mostrar algumas boas condutas para deixar o seu material com uma cara mais profissional. Confira a seguir!

Saiba qual é a mensagem que você quer passar

Antes de começar a produzir seus vídeos, tenha bem definidos a visão, a missão e os valores da marca, o objetivo e o público-alvo. Dessa forma, você transfere personalidade aos materiais publicitários e consegue falar com quem é realmente importante para o seu negócio.

Crie uma identidade visual

A identidade visual serve, principalmente, para que a sua marca se destaque das demais e seja facilmente reconhecida. Um bom exemplo disso é a Nubank. Essa startup brasileira é bastante conhecida pelos seus cartões de crédito roxos, a mesma cor utilizada em seus materiais promocionais.

Escolha com cuidado uma paleta de cores

Além de condizer com a mensagem, as cores devem estar em harmonia entre si. Se você coloca alguns elementos em tons pastéis e outros vibrantes, acaba criando um ruído desnecessário. Uma dica é entrar no site da Pantone e pesquisar as paletas de cores em vez de fazer escolhas aleatórias.

Portanto, se você deseja criar materiais surpreendentes, é essencial conhecer ao menos o básico sobre a psicologia das cores no audiovisual. Contudo, para o seu vídeo ficar perfeito, nunca deixe a qualidade do som, imagem e roteiro de lado. Assim, você consegue impactar a audiência de maneira positiva e melhorar seus resultados.

Quer ficar sempre atualizado com nossos conteúdos? Assine a newsletter e seja notificado por e-mail quando surgir algo novo por aqui!

Olá, mundo!

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit. Reprehenderit natus quae consectetur soluta hic fugit at! Magni officia sunt itaque minus distinctio vitae, delectus, rerum, soluta et autem quis amet. Laborum earum non esse repudiandae neque quas soluta possimus corporis nemo ullam deserunt, consequatur laboriosam ad dolorum commodi veniam. Tenetur odit laboriosam excepturi veniam ad provident temporibus, quos aut sit ratione. Optio repellat illo, porro vel blanditiis velit, natus quod officiis laboriosam sed sint assumenda itaque laudantium ut! Ut sapiente, obcaecati amet veniam in, architecto culpa necessitatibus sint dolorem explicabo voluptas repudiandae molestiae magni quia veritatis. Cum blanditiis, doloremque tempora!

Ler mais