Se você costuma bolar campanhas de marketing de grande alcance, muito provavelmente já conhece os benefícios do vídeo e sabe como ele pode atrair clientes para o seu negócio. Afinal, além de ser uma forma de chamar a atenção do público, os conteúdos audiovisuais conseguem transmitir as mensagens de maneira clara e eficiente.

Graças à internet e às redes sociais, ficou mais fácil produzir e disseminar esses materiais: qualquer pessoa consegue gravar um vídeo em poucos segundos com a câmera do smartphone e publicá-los online. Existem diversos modelos que podem ser explorados pela sua empresa. Hoje falaremos especificamente sobre o vídeo em motion graphics.

Mas saiba que é possível ser mais criativo do que isso sem precisar de uma megaprodução! Continue a leitura e entenda o que é motion graphics, quais são seus benefícios e quais formatos podem ser explorados pela sua empresa.

O que é um vídeo em motion graphics?

Resumidamente, podemos dizer que é a união do design gráfico com o cinema. Trata-se de uma técnica de animação que dá movimento aos elementos inseridos no material audiovisual. Assim, você consegue passar uma ideia bem elaborada de modo bastante simples.

Esse recurso, apesar de ser uma tendência de marketing atual, já existe há muito tempo. Ele sempre foi utilizado em vinhetas de programas de TV e filmes, por exemplo, mas agora também identificamos o motion graphics em campanhas publicitárias, videoclipes e outros.   

Sua produção consiste em reunir imagens, áudios e textos em um software, como o After Effects, dando vida a esses elementos e contando uma história. Desse modo, a criação é realizada de maneira mais ágil e menos onerosa, se comparada a outros tipos de produção.

Como ele pode contribuir para a imagem da empresa?

Em geral, os vídeos são atraentes aos olhos do público e geram bastante engajamento. Ao optar pelo em motion graphics, você consegue obter um grande impacto visual devido às possibilidades que esse método proporciona. Com os inúmeros recursos de áudio e vídeo, é possível criar um conteúdo didático e aumentar a compreensão da mensagem.

Vale lembrar também que o custo com atores, locação e equipamentos de filmagem são acessíveis ou inexistentes (no caso de uma produção completamente digital, por exemplo), fator que otimiza a verba para a produção. Isso significa que, dependendo do objetivo da ação, você será capaz produzir uma grande quantidade maior de materiais por um valor menor.    

Quais são os principais formatos de motion graphics?

3D

Os vídeos em terceira dimensão proporcionam uma profundidade maior por meio de sombras, texturas e reflexos. Essa técnica confere um ar de realismo à campanha, simulando inclusive movimentos de câmera similares aos do cinema. Apesar de ser mais impactante, o 3D requer um pouco mais de trabalho, o que exige um investimento um pouco maior.

Flat

Ao contrário do formato anterior, o flat elimina as sombras, reflexos e iluminação, gerando uma imagem chapada. Os elementos aqui são mais simples e dão clareza ao conteúdo. Quando assistimos a um vídeo flat, temos a sensação de modernidade e inovação. De modo geral, esses materiais são mais fáceis de serem produzidos e apresentam um custo menor.

Whiteboard animation

A whiteboard animation (ou animação em quadro branco, em tradução livre) é uma das formas mais didáticas de apresentar um conteúdo. Por meio dele, você consegue tornar um assunto complexo em algo compreensível — é como se um professor estivesse explicando uma matéria para seus alunos. Enquanto o narrador conta a história, as imagens vão se formando no quadro que está na tela.

Como você pôde perceber, o vídeo em motion graphics pode ser utilizado por empresas de qualquer tamanho e segmento. Há diversas possibilidades a serem exploradas por meio dessa técnica: o importante é construir uma imagem positiva para a sua marca sem precisar de uma produção hollywoodiana.

E você, o que acha dos vídeos que utilizam esse recurso? Lembrou de alguma novidade que não citamos aqui? Conte pra gente nos comentários!  

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *