Ainda que muitas pessoas tratem publicidade e propaganda como sinônimos, mesmo no meio profissional, o conceito de ambas é diferente e merece atenção. É importante ressaltar que as áreas têm propósitos distintos, apesar de serem ferramentas promocionais para a divulgação de serviços ou produtos.

Mas afinal, você sabe qual é a real diferença entre publicidade e propaganda? Neste post vamos esclarecer o que cada uma significa, apresentar seus objetivos e dar exemplos para você não errar nunca mais. Confira!

O que é publicidade?

Vamos começar pela etimologia da palavra. Publicidade vem do latim publicus, que significa tornar algo público. Ela é voltada exclusivamente para a comunicação comercial, ou seja, quando uma empresa ou organização deseja promover seus produtos ou serviços para convencer o público a adquiri-los.

A publicidade utiliza diversos meios de comunicação para divulgar sua mensagem, como rádio, TV, revistas, internet e jornais. Somos bombardeados a todo momento por marcas, produtos e serviços dizendo o que precisamos e o que eles oferecem.

Com isso, podemos concluir que a publicidade tem o objetivo de captar a atenção do consumidor com a esperança de convertê-los em clientes. Geralmente, para que isso ocorra, as empresas contratam agências de publicidade que terão a função de encontrar formas mais criativas para divulgar os serviços e/ou produtos da contratante.

Por exemplo: quando determinada empresa de roupas deseja lançar uma coleção nova, ela contrata uma agência de publicidade para criar layouts, vídeos, textos, áudios etc. Depois, o cliente aprova toda a estratégia e o material passa a circular nos veículos de comunicação para atrair nossa atenção e nos convencer a comprar os produtos.

O que é propaganda?

Propaganda vem do latim propagare, que significa propagar. Ao contrário da publicidade, que tem interesses comerciais, a propaganda é utilizada por organizações ou pessoas que desejam propagar uma ideologia, doutrina ou conceitos. Ela é focada no psicológico das pessoas, visando alcançar suas emoções e opiniões.

Para que isso aconteça, a propaganda utiliza de diversos meios de comunicação como rádio, TV, panfletos, internet, revistas e jornais. A diferença da publicidade está apenas em seu conteúdo.

Podemos concluir que a propaganda tem como objetivo chamar sua atenção para que você faça parte do mesmo pensamento que eles. É focada totalmente em suas emoções e busca atingir o público por meio de valores morais, religiosos, culturais etc.

Campanhas eleitorais são exemplos práticos de propaganda. Os candidatos fazem de tudo para alcançar os eleitores a partir de campanhas emocionais, religiosas, culturais, entre outras formas. São os caminhos que eles encontram para gerar identificação com o público por meio de ideologias.

Outros exemplos de propagandas são as campanhas de alistamento militar. Elas não têm o objetivo de vender algo, mas alertar para uma necessidade real. Assim, utilizam mecanismos e frases de efeito para gerar a vontade nos jovens de fazer parte da história do país.

Atualmente, o vídeo é a preferência da população para consumir informação. Por isso, apesar da diferença entre publicidade e propaganda, saiba que ambas utilizam essa ferramenta como estratégia para alcançar o público-alvo. Um vídeo criativo e bem produzido é fundamental para o sucesso da campanha da empresa.

Agora que você sabe a diferença entre as áreas citadas e que os vídeos estão entre os principais veículos para divulgação, saiba por que deve usar vídeos animados em sua estratégia de marketing.